Ciência & Letras

Aldeamentos Indígenas


 


Programa Exibido em 05/09/2017


Com o sistema colonial, inúmeros indígenas foram mortos devido ao trabalho escravo, a fome e as epidemias. No Rio de Janeiro, poucos aldeamentos indígenas chegaram ao século 19 preservando sua etnia.
Com o objetivo de entender melhor essa parte da história, a equipe do Programa de Estudos dos Povos Indígenas (Pró-Índio) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) pesquisou os principais acervos da capital e do interior do estado e o resultado desse estudo deu origem ao livro “Aldeamentos Indígenas do Rio de Janeiro”. A obra, que conta com ilustrações de Debret e registros de exploradores como Pero Magalhães, oferece literatura de apoio ao ensino fundamental e médio e aos interessados em história e cultura étnica.
O doutor em Literatura Comparada, coordenador do Programa de Estudos dos Povos Indígenas (Pró-Índio) da UERJ e um dos autores da obra, José Ribamar Bessa e a doutora em Memória Social e pesquisadora do Pró-Índio, Ana Paula da Silva conversam sobre a publicação com o apresentador Renato Farias.