Jornal da Saúde

Jornal da Saúde 18/06/2014


 


Programa Exibido em 18/06/2014


- A última edição da pesquisa nacional de saneamento básico revelou que apenas metade dos brasileiros têm acesso a uma rede de esgotamento sanitário.O governo federal liberou mais recursos pra que os municípios se adequem.Mais de 2 bilhões de reais serão repassados para cidades com até 50 mil habitantes selecionadas pela fundação nacional de saúde; - A agressão física representa o maior número de casos de violência contra a mulher no país.No SUS, quase metade dos atendimentos a mulheres vítimas de violência é por espancamento; - Os usuários de planos de saúde devem ficar atentos.A agência nacional de saúde suplementar voltou a alertar que cobranças feitas pelos prestadores de serviços são consideradas indevidas.A taxa de disponibilidade para acompanhamento de parto é uma delas; - A operadora de saúde que fizer a cobrança indevida será notificada e também pode ser multada, caso a infração seja constatada; - Grandes eventos como a copa do mundo, que está acontecendo agora, costumam atrair milhares de turistas de diversos países.Mas se por um lado esses megaeventos permitem a integração entre diferentes povos, por outro eles aumentam a possibilidade de circulação de agentes infecciosos entre os países; - Estimativas divulgadas pela organização das nações unidas para alimentação e agricultura apontam que as emissões de gases de efeito estufa pelo setor agrícola quase dobraram nos últimos 50 anos, e podem aumentar mais 30% até 2050; - Um novo levantamento feito pela organização mundial da saúde no período de 11 de abril a 9 de junho revelou que 515 pessoas foram infectadas pelo coronavírus, responsável pela síndrome respiratória aguda.Desse total, 114 pacientes morreram.A maior parte dos casos foi detectada na arábia saudita, nos emirados árabes e no irã.Até o momento, a OMS já recebeu um total global de 697 casos confirmados em laboratório de coronavírus, com 210 mortes.A agência pede aos países que continuem checando casos de infecção respiratória aguda, já que os sintomas do coronavírus não são muito específicos.

Vídeos Relacionados